Top 8 de novelas infantis da Televisa que o SBT poderia fazer remake – Sessão TV.br
20 jul, 2016

Posted by | 0 Comments

Top 8 de novelas infantis da Televisa que o SBT poderia fazer remake

Há praticamente cinco anos investindo apenas em tramas infantis, o SBT tem colhido bons frutos de audiência. Carrossel virou uma febre (que ainda não passou, vide o sucesso do segundo filme da franquia); Chiquititas manteve uma boa média (e, ao que parece, deve ganhar uma reprise prematura no segundo semestre); Cúmplices de um Resgate sobreviveu a fenômenos momentâneos da concorrência; e Carinha de Anjo, prevista para estrear em novembro, está em ritmo avançado de gravações.

Os resultados são tão bons que a direção artística do canal se aproveitou dos bons índices das crianças para promover uma trama adulta – A Garota da Moto – visando, quem sabe num futuro próximo, um segundo horário de novelas pós-infantis.

Pensando nisso, o Sessão TV promoveu uma enquete com apaixonados pelo SBT para encontrar os títulos infantis da Televisa mais apropriados para um remake.

Foram 27 votos em tramas cuja versão original já foram veiculadas pelo SBT. Confira!

 

20120917141655

Belinda (Andréa Lagunes)

 

8º lugar: Gotinha de Amor

Exibida pelo SBT em 2001, substituindo a desgastada primeira versão de Chiquititas, Gotinha de Amor foi um grande sucesso! Surpreendentemente, ganhou uma reprise tardia no horário vespertino, em 2012. Como quase toda trama mexicana infantil, o enredo gira em torno de uma órfã, Belinha (Andréa Lagunes), que foge do orfanato em que vive após perder sua única amiga na instituição, conseguindo abrigo na casa de Jesus (Alejandro Ibarra). O caminho do camelô se cruza com o de Maria Fernanda (Laura Flores), uma milionária cuja filha foi arrancada dos braços por seu pai, Otávio (Teo Tapia), envergonhado com a condição de mãe solteira da herdeira. Caso ganhe um remake no SBT, os roteiristas terão que rebolar para criar entrechos que segurem 200 capítulos ou mais, já que é uma novela relativamente curta.

 

20130327110053

Danna Paola (Maria Belém)

7º lugar: Maria Belém

A protagonista, Maria Belém (Danna Paola), era duplamente órfã. Seu tio Rogério (Harry Geithner) tentou eliminá-la sem sucesso – acabou matando os pais adotivos da menina, tornando-a herdeira da fortuna da família. Internada em um colégio interno, Maria Belém encontra apoio em Ana (Nora Salinas, a tia Peruca da Carinha de Anjo original), psicóloga que está apaixonada por Pablo (René Laván), que vem a ser o verdadeiro pai de Maria Belém. Com o passar do tempo, Úrsula (Maya Mishalska), diretora do colégio, descobre o parentesco da aluna e de Pablo, passando a aterrorizá-la – chegou ao cúmulo de deixar Maria Belém amarrada debaixo de uma grande tempestade. Danna Paola também foi protagonista de Amy, a menina da mochila azul, outra que daria um ótimo remake, ambientada nas areias do Guarujá.

 


Chamada da personagem Maria Belém

 

6º lugar: Viva As Crianças

carrossel selecao elenco

 

Após o sucesso de Carrossel, em 1991, e da exibição de Carrossel das Américas, quase que no horário do almoço, o SBT tornou a apostar num título envolvendo pequenos e escolas: Viva As Crianças, por aqui chamada de Carrossel 2, nada mais era do que um remake da história da professora Helena (Gabriela Rivero). Mas, embora os dois enredos se assemelhassem bastante de início, Viva As Crianças acabou enveredando pela fantasia, distanciando-se assim do original. Fato é que essa novela, tal e qual a Carrossel original, marcou uma geração! Daria um excelente remake daqui uns bons anos, quando a versão SBT, hoje nas últimas semanas de sua reprise e com um segundo filme arrasando nas bilheterias – se esgotar. Neste momento, um novo público estará chegando. Aí, Viva As Crianças virá a calhar…

 

poucas-poucas-pulgas

 

5º lugar: Poucas, Poucas Pulgas

Aqui, contabilizamos também os votos para Vovô e Eu, clássico infantil exibido pelo SBT em 1992, que serviu de base para Poucas, Poucas Pulgas. O pequeno Danilo (Santiago Mirabent) e seu companheiro inseparável, o cãozinho Tomás, conquista a confiança do desconfiado Julian (Ignácio López Tarso), senhor já idoso cujo passado é uma incógnita. Os dois então se aproximam de Alexandra (Natasha Dupeyrón), menina arredia, abalada com os desajustes no casamento dos pais, Afonso (Gerardo Murguia) e Renê (Joana Benedek). Num eventual remake, talvez fosse legal apostar no título original, de maior lembrança, certamente, para os telespectadores do SBT – já que Poucas, Poucas Pulgas veio num período conturbado, de inúmeras trocas de horário, o que acabou por prejudicar sua audiência e sua repercussão.

Chamada dos personagens Danilo, Alexandra e Julian em “Poucas, Poucas Pulgas…”

 

4º lugar: O Diário de Daniela

O_Diário_de_Daniela

O sucesso desta trama no Brasil foi tão grande que levou o SBT a lançar um CD com a trilha sonora e a trazer a protagonista, Daniela Luján, para cá. Filha do meio de Leonor (Letícia Calderón, a Esmeralda mexicana) e de Henrique (Gerardo Murguia / Marcelo Buquet), Daniela relata em seu diário tudo o que ocorre com os irmãos, a adolescente rebelde Adélia (Anahí) e o caçulinha Joãozinho (Rodrigo Soberón), com os amigos do Teatro Principal – comandado por seu pai; e com Martin (Martin Ricca), vítima dos maus-tratos do padrasto e apaixonado por Daniela. O mundo das artes – em especial, o teatro e a música – domina o enredo, o que poderia gerar uma série de licenciamentos para o SBT – coisa que todas as novelas exibidas até agora fizeram muito bem. O Diário de Daniela foi reprisada apenas uma vez, em 2007.

Abertura da novela “O Diário de Daniela”

 

3º lugar: Alegrifes e Rabujos

 

1574890

 

Alegrifes e Rabujos, novela de produção conturbada, desembarcou no Brasil em 2004. E não foi lá o sucesso que esperavam… Entretanto, vale a pena regravar a trama que opõem os “Alegrifes”, aqueles que conservam os bons sentimentos da infância durante toda a vida, e os “Rabujos”, indivíduos que se rendem ao egoísmo da vida adulta. O SBT poderia imprimir um tom fantasioso, com um quê de Harry Potter ou de conto de fadas. Seria um diferencial também em termos de efeitos especiais, necessários para a evolução do enredo que tem como figura central a menina Sofia (Maria Chacon) e o clube criado pelo excêntrico Aurélio (Héctor Ortega), que passou a vida acumulando riquezas e agora, ao tentar solucionar os problemas familiares das crianças do bairro, criados por pais “Rabujos”, renova seu espírito “Alegrifes”.

 

 

chispita

2º lugar: Chispita

Talvez a trama infantil mexicana mais conhecida entre os brasileiros, Chispita também tem um pé na orfandade. A menina Isabel (Lucero, em breve no ar em Carinha de Anjo) é adotada pelo milionário Alexandre (Enrique Lizalde) para fazer companhia a Lili (Usi Velasco), com problemas de convivência social desde a morte da mãe. Chispita, como Isabel é conhecida, leva luz para a casa de Alexandre; ela mantém sua alegria de viver, mesmo tendo perdido a avó, sua única parente, recentemente. O que ela sequer imagina é que sua mãe está viva e mais próximo do que ela pensa: é Lúcia (Angélica Aragón), cozinheira contratada para substituir a avó de Chispita no orfanato em que esta trabalhava. Desmemoriada desde o acidente que a separou da filha, Lúcia se apaixona por Alexandre e se aproxima de Chispita.

Chamada da estreia de “Chispita” no SBT

 

1º lugar: Amigos Para Sempre

Belinda (

Belinda (Ana) e Martin Rica (Pedro) em “Amigos para Sempre”

 

Amigos Para Sempre consiste em uma excelente trama tanto para às 20h30 quanto para o segundo horário de novelas, “mais adulto” – talvez seja até a trama ideal para inaugurar essa nova faixa, caso o SBT decide realmente manter os investimentos nessa área. Com um olho no público infantil e outro no jovem adulto, Amigos Para Sempre conta a história de Ana (Belinda) e Pedro (Martin Ricca), ambos netos de dona Júlia (Carmen Montejo), dona de instituto de educação disputado por seu filho, Salvador (Ernesto Laguardia), e seu genro, Francisco (Odiseo Bichir), que também se digladiavam pelo amor de Melissa (Adriana Fonseca / Lourdes Reyes). Amigos Para Sempre aposta em tramas infantis folhetinescas, como os poderes sobrenaturais de Ana e o mau-caratismo de Renata (Naydelin Naverrete). Boa pedida para remake!

Abertura da novela “Amigos para Sempre”

 

O SBT tem um contrato de exclusividade com a Televisa e então quem sabe essas novelas que os leitores do “SessãoTV” votaram apareça por aí!

 

Colaboração: Duh Secco

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: