Diogo Picchi, Padre Bento de “Amor e Revolução”, é feito refém após assalto em SP – Sessão TV.br
3 nov, 2011

Posted by | 0 Comments

Diogo Picchi, Padre Bento de “Amor e Revolução”, é feito refém após assalto em SP

 

O filho da atriz Elizabeth Savalla foi feito refém durante um assalto a um condomínio da zona sul de São Paulo. O também ator Diogo Picchi, de 34 anos, que interpreta o padre Bento na novela “Amor e Revolução”, do SBT, foi assaltado na madrugada desta quarta-feira (3) no prédio de um amigo, onde estava hospedado, no Morumbi. Em entrevista por telefone ao UOL, Diogo contou que estava voltando de um evento com a namorada, Gabriela Portieri, de 20 anos, quando foi abordado na porta do prédio por um dos bandidos. “Eram três bandidos. Eles já tinham rendido o porteiro e mais um morador. Eu e a Gabriela chegamos sem saber que estava acontecendo um assalto”, explicou.

Diogo disse que, logo em seguida, ele e a namorada também foram rendidos pelos bandidos e levados para o apartamento do amigo, que estava dormindo e também descobriu na hora que se tratava de um assalto. “Lá em cima, eles ficaram meia hora fazendo ameaças de morte para a gente. Foi bem barra pesada. Principalmente porque os três assaltantes estavam drogados.

Um deles cismou comigo e ficou dizendo: ‘você está com cara de quem quer reagir. Nem vem que eu estou doidão!’”, afirmou, acrescentando que eles roubaram tudo o que conseguiram carregar com as mãos. “Celular, relógio, laptop, vídeo game e até uma garrafa de uísque”, disse.

Com os eletroportáteis em mãos, Diogo contou que os bandidos desceram até a portaria do prédio e prenderam os três – ele, a namorada e o amigo – no banheiro da guarita do condomínio. “Eles trancaram a gente lá dentro e foram embora. Esperei a comoção passar, pulei a janela e abri a porta. Quando saímos, tinha gente amarrada no chão. Logo depois a polícia chegou e passamos a manhã inteira prestando queixa”, contou ele, que registrou a ocorrência na 89ª DP.

Para Diogo, o que mais chamou a atenção não foi o assalto em si, mas o despreparo da polícia para lidar com o caso. “Os próprios agentes da DP me desencorajaram. Quando perguntamos a eles se tinha chance de pegar os bandidos, eles responderam que não. O escrivão até falou: ‘quer saber a solução do seu problema, sai do Morumbi’”, contou o ator, lembrando que já foi assaltado outras duas vezes no bairro da zona sul de São Paulo.  “Você se sente impotente diante de uma situação aterrorizante. Um drogado com uma arma apontada para a sua cabeça. E a polícia, que era para te proteger, não te dá isso. Pelo contrário, eles minam a sua confiança. Até agora não houve nenhuma novidade sobre o caso. A gente está vivendo na era do velho oeste”, finalizou.

 

Fonte: UOL

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: