Flávia Monteiro é eleita por Gabriela Rivero a atriz perfeita para viver a Professora Helena de “Carrossel” no Brasil – Sessão TV.br
26 ago, 2011

Posted by | 0 Comments

Flávia Monteiro é eleita por Gabriela Rivero a atriz perfeita para viver a Professora Helena de “Carrossel” no Brasil

 

A atriz mexicana Gabriela Rivero, a professora Helena da novela “Carrossel”, esteve nos estúdios do SBT nesta quinta-feira (25) para participar do “Programa do Ratinho” e contou para o UOL Televisão que elegeria a atriz Flávia Monteiro como a intérprete do papel no remake da trama. Além disso, acha que a apresentadora Marília Gabriela deveria ser a diretora da escola.

A reportagem do UOL mostrou para a eterna professora Helena uma enquete com as opções de atrizes, cantoras e apresentadoras que poderiam representar a personagem na nova novela do SBT.

Entre elas estavam: Sandy, Claudia Leitte, Marília Gabriela, Samara Felippo, Flávia Monteiro, Mara Maravilha e Lívia Andrade.  De cara, descartou a última e ficou indecisa com as cantoras: “A Lívia tem muito busto e não tem cara de professora Helena. Mas gostei da delicadeza de Claudia Leitte e Sandy, só que elas são cantoras. Por isso, prefiro a atriz Flávia Monteiro por ter feito a novela ‘Chiquititas’ e acho que a Marília está com cara de diretora do colégio”.

Gabriela Rivero sobre o bullying na trama

Com muita simpatia e emoção, Gabriela revive momentos da novela a cada palavra dita, mesmo tendo se passado mais de 20 anos desde a primeira gravação. Ela relembrou bons momentos e explicou quais características a nova professora Helena precisa ter: “ Paciência é o que é mais preciso para a atriz desta trama. Mas também é necessário ser natural e não pode se achar melhor que as crianças, é preciso ter uma boa relação com elas e estar junto sempre”. Na época, a atriz tinha 24 anos e não pensava em ser mãe por mais que tivesse traços e jeitos maternos. “Eu só pensava em ir para a balada, nada de filhos porque já tinha as crianças lá todos os dias”.

Segundo a atriz, a trama de “Carrossel” fez sucesso porque está próxima da vida das crianças, retrata que eles precisam de amor e carinho e também temas que eles sofrem na infância. Gabriela acredita ainda que Laura e Cirilo sofriam bullying, mas que os temas devem ser expostos para que haja discussão. “Eles sofriam muito bullying na novela. Mas quando se trata de um assunto desses, abrimos a mente das pessoas para que conversem sobre o assunto. Não creio que possa influenciar na vida das crianças, funciona como uma abertura ao tema”.  

Em 1991, Gabriela desceu a rampa do Palácio do Planalto com o então presidente Fernando Collor de Melo e foi esperada por cerca de cinco mil pessoas quando chegou ao país. “Eu não sabia que a professora Helena fazia os brasileiros se comoverem, tinham cinco mil pessoas me esperando e eu achei que era algum artista que estava em outro avião comigo. Foi incrível descer a rampa com o Fernando Collor porque desde criança eu gostava do Brasil”.

Gabriela Rivero sobre o bullying na trama

Com muita simpatia e emoção, Gabriela revive momentos da novela a cada palavra dita, mesmo tendo se passado mais de 20 anos desde a primeira gravação. Ela relembrou bons momentos e explicou quais características a nova professora Helena precisa ter: “ Paciência é o que é mais preciso para a atriz desta trama. Mas também é necessário ser natural e não pode se achar melhor que as crianças, é preciso ter uma boa relação com elas e estar junto sempre”. Na época, a atriz tinha 24 anos e não pensava em ser mãe por mais que tivesse traços e jeitos maternos. “Eu só pensava em ir para a balada, nada de filhos porque já tinha as crianças lá todos os dias”.

Segundo a atriz, a trama de “Carrossel” fez sucesso porque está próxima da vida das crianças, retrata que eles precisam de amor e carinho e também temas que eles sofrem na infância. Gabriela acredita ainda que Laura e Cirilo sofriam bullying, mas que os temas devem ser expostos para que haja discussão. “Eles sofriam muito bullying na novela. Mas quando se trata de um assunto desses, abrimos a mente das pessoas para que conversem sobre o assunto. Não creio que possa influenciar na vida das crianças, funciona como uma abertura ao tema”.  

Em 1991, Gabriela desceu a rampa do Palácio do Planalto com o então presidente Fernando Collor de Melo e foi esperada por cerca de cinco mil pessoas quando chegou ao país. “Eu não sabia que a professora Helena fazia os brasileiros se comoverem, tinham cinco mil pessoas me esperando e eu achei que era algum artista que estava em outro avião comigo. Foi incrível descer a rampa com o Fernando Collor porque desde criança eu gostava do Brasil” 

Gabriela Rivero sobre o bullying na trama

Com muita simpatia e emoção, Gabriela revive momentos da novela a cada palavra dita, mesmo tendo se passado mais de 20 anos desde a primeira gravação. Ela relembrou bons momentos e explicou quais características a nova professora Helena precisa ter: “ Paciência é o que é mais preciso para a atriz desta trama. Mas também é necessário ser natural e não pode se achar melhor que as crianças, é preciso ter uma boa relação com elas e estar junto sempre”. Na época, a atriz tinha 24 anos e não pensava em ser mãe por mais que tivesse traços e jeitos maternos. “Eu só pensava em ir para a balada, nada de filhos porque já tinha as crianças lá todos os dias”.

Segundo a atriz, a trama de “Carrossel” fez sucesso porque está próxima da vida das crianças, retrata que eles precisam de amor e carinho e também temas que eles sofrem na infância. Gabriela acredita ainda que Laura e Cirilo sofriam bullying, mas que os temas devem ser expostos para que haja discussão. “Eles sofriam muito bullying na novela. Mas quando se trata de um assunto desses, abrimos a mente das pessoas para que conversem sobre o assunto. Não creio que possa influenciar na vida das crianças, funciona como uma abertura ao tema”.  

Em 1991, Gabriela desceu a rampa do Palácio do Planalto com o então presidente Fernando Collor de Melo e foi esperada por cerca de cinco mil pessoas quando chegou ao país. “Eu não sabia que a professora Helena fazia os brasileiros se comoverem, tinham cinco mil pessoas me esperando e eu achei que era algum artista que estava em outro avião comigo. Foi incrível descer a rampa com o Fernando Collor porque desde criança eu gostava do Brasil”

  

Fonte: “UOL Televisão”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: